ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

A relação entre clima e a ocorrência da mancha-de-phoma no período de colheita do café

ESPAÇO ABERTO

EM 04/03/2021

2 MIN DE LEITURA

0
0

Por Silvane Brand, da ESALQ-USP

A mancha-de-phoma é uma doença causada pelo fungo do gênero Phoma spp., o mesmo que afeta diversos órgãos da planta, tais como folhas, ramos, flores e frutos (Figura 1).

Os sintomas mais comuns nas folhas são necrose e desfolha na cultura do café; nos ramos, é mais comum que ocorra a seca. Ambos, no entanto, diminuem a fotossíntese da planta e, consequentemente, a sua produção.

Nas flores, por exemplo, a consequência é queda e morte dos botões florais, além de má granação. Nos frutos pode acarretar a mumificação dos mesmos, além de lesões e um menor número de frutos, o que impacta negativamente na produção.


Figura 1. Sintomas da mancha de phoma nas folhas, ramos e frutos na cultura do café. Fonte: Souza (2007)

As condições climáticas que geralmente favorecem o desenvolvimento da doença nos cafezais são temperaturas médias entre 17 a 22 °C, mais amenas, aliadas a elevada umidade relativa do ar, já que a presença de molhamento foliar é fundamental para o desenvolvimento. Portanto, tanto o orvalho como a chuva condicionam um microclima mais favorável ao desenvolvimento da mancha-de-phoma nos cafezais.

Considerando-se que a mancha-de-phoma exige temperaturas amenas e alta umidade, as regiões produtoras com altitudes acima de 900 m são aquelas mais favoráveis para a ocorrência dessa doença, especialmente no inverno, mas também no outono e primavera, quando as temperaturas são mais amenas.

A formação de orvalho é mais intensa nestas épocas e as chuvas ocorrem com certa frequência. Além disso, outra condição que favorece o desenvolvimento da mancha-de-phoma é a ocorrência de ventos frios, que contribui para que a temperatura seja mais adequada ao seu desenvolvimento, além de poder ocasionar ferimentos que facilitam a penetração do fungo nos tecidos das plantas.

Previsão climática e os riscos de ocorrência da mancha-de-phoma na lavoura de café

Considerando-se a previsão climática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) para o próximo trimestre (maio, junho e julho – Figura 2), observa-se uma tendência de chuvas e temperaturas acima do normal para as regiões cafeeiras de Minas Gerais (Sul de Minas e Cerrado Mineiro).

Com isso, o risco de ocorrência de mancha-de-phoma deverá se concentrar nas áreas de maior altitude, como no Sul de Minas. Por outro lado, no Cerrado Mineiro, apesar das chuvas mais elevadas, a temperatura deverá limitar o avanço da doença, assim como também deverá ocorrer nas áreas produtoras do Espírito Santo, onde o tempo seco e quente deverá prevalecer inibindo a proliferação do fungo.

Figura 2. Previsão de precipitação (A) e temperatura (B) para os meses de maio, junho e julho de 2019. Fonte: INMET

Com base nessas informações, recomenda-se maior atenção ao controle químico pós-colheita e pré-florada nas áreas de maior risco, ou seja, de maior altitude, de modo a garantir uma menor ocorrência da doença ao longo da próxima safra.

Por fim, os produtores devem atentar-se para a realização de uma adubação nitrogenada mais equilibrada, evitando que a doença se instale nos cafezais por conta de aplicações em excesso e tecidos das plantas mais tenros, condições favoráveis para a proliferação.

Referências:

1. MANUAL DO CAFÉ Distúrbios fisiológicos, pragas e doenças do cafeeiro

2. Manejo de mancha de Phoma no cafeeiro

3. INMET – Previsão sazonal para precipitação e temperatura

4. Sintomas de manchas de Phoma, nos ramos e grãos do cafeeiro traz prejuízos no cerrado

5. Manejo integrado da mancha de phoma no cafeeiro

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CaféPoint AgriPoint