carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Cultivar de cafeeiros Siriema AS 1 confirma alta resistência ao bicho-mineiro

Por José Braz Matiello
postado em 06/01/2016

9 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Por José Braz Matiello, Saulo R. de Almeida e Iran B. Ferreira – engenheiros agrônomos da Fundação Procafé, M.B da Silva- engenheiro agrônomo do Mapa e C.H.S.Carvalho – engenheiro agrônomo da Embrapa-Café

A cultivar Siriema AS 1 foi lançada em 2014 pela Fundação Procafé, sendo registrada no Mapa para seu cultivo comercial. Em sua geração F4, em campo experimental na Fazenda Santo Antônio, em Coromandel (MG), ela mostrou homozigoze para resistência ao bicho-mineiro. A cultivar possuiu, ainda, resistência à ferrugem, indicando, assim, a possibilidade de reproduzir essas características genéticas através de sua reprodução por sementes.

Um campo de aumento da cultivar foi instalado em 2015, com sementes oriundas do experimento de Coromandel. Ele foi implantado na Fazenda Experimental de Varginha, visando à multiplicação da planta, para futura distribuição de sementes aos cafeicultores. O campo foi composto por quatro linhas de 21 plantas, compondo, assim, 84 plantas na geração F5.

As observações feitas nesse campo, já em maior escala, confirmaram o bom nível de resistência, com alta reprodutibilidade dessa característica desejada. As plantas aos oito meses de idade tiveram bom desenvolvimento, mostraram a folhagem característica sempre mais verde e, após um ataque natural do bicho-mineiro, ocorrido nos cafezais da Fazenda em função do período mais quente e seco deste último ano agrícola, foi possível avaliar a presença ou ausência do ataque nas plantas do campo.

Verificou-se que na leitura feita em inicio de dezembro de 2015, das 84 plantas do campo, apenas uma cuja arquitetura também variou em relação às demais, mostrou folhas com minas de bicho mineiro, de tamanho normal.

Devido ao estado jovem das plantas não foi possível avaliar a sua resistência à ferrugem embora, até o momento, não tenha havido qualquer infecção dessa doença, apesar do campo estar rodeado de cultivares susceptíveis e infectadas.

Fica evidenciada, deste modo, a viabilidade da descendência seminal dos cafeeiros da Cultivar Siriema AS1. Um novo campo de multiplicação será implantado nos próximos meses, na FEX Varginha, agora com maior número de plantas.

Paralelamente, está sendo preparado um jardim clonal, de outra cultivar de Siriema (VC4), esta com reprodução das matrizes selecionadas por meio de estacas ou por embriogenese somática.

Cafeeiros da cultivar Siriema AS1, resistente à ferrugem e ao bicho-mineiro, aos oito meses de idade, no campo de multiplicação de sementes da FEX Varginha. Mostrando bom desenvolvimento e vigor e baixíssimo nível de segregação na sua reprodução por sementes, em dezembro de 2015.


 

 
Detalhe das plantas de Siriema AS1 aos oito meses de idade. Acima planta resistente e abaixo planta susceptível, sendo que esta segregação foi de 1 para 84, ou seja 1,2% no campo de multiplicação de sementes da FEV, Varginha (MG), dezembro de 2015.

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

João Alvarenga

OUTRA - OUTRO - Produção de café
postado em 06/01/2016

Parabéns ao amigo Matiello, sempre buscando melhorias a nossa cafeicultura.
Ao longo de meu trabalho como consultor técnico procuro divulgar novas cultivares tentando proporcionar a quebra do paradigma de que só o catuai e mundo novo da certo na região de Candeias MG. Em dezembro de 2015 introduzi o acauã novo em nosso município, tomei essa decisão após obter muitas informações dos pesquisadores do procafe.
Um grande abraço a todos

Cláudio Viana Klem

OUTRA - Minas Gerais - Produção de café
postado em 08/01/2016

Parabéns ao professor Matiello! Observei nas fotos maior vigor na planta do Siriema. Será q ela também é mais resistente a seca?

jose Braz Matiello

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Pesquisa/ensino
postado em 08/01/2016

De fato, o material de Siriema, sendo um híbrido onde entrou o Coffea racemosa x  Coffea arabica, tem demonstrado boa tolerância à seca, vindo de sua origem do racemosa. Matiello

Fabio Rangel

Santo Antônio da Platina - Paraná - Produção de café
postado em 02/10/2016

Sr Matiello,
Muito interessante este novo cultivar Siriema AS1.
Como o sr considera sua adaptabilidade a regiao do norte do Parana que sofre com bicho mineiro?
agradeco
Fabio Rangel
fabio.rangel@uol.com.br

Fabio Rangel

Santo Antônio da Platina - Paraná - Produção de café
postado em 02/10/2016

sr Matiello,
Ja existe disponibilidade para compra de sementes da variedade Siriema AS1?
sds
Fabio Rangel

Cláudio Viana Klem

OUTRA - Minas Gerais - Produção de café
postado em 04/10/2016

Fiquei muito impressionado com as características da planta. Mas gostaria que me esclarecessem quanto a produtividade, altitude indicada, se é indicada para produção de cafés especiais e no cultivo orgânico. Aproveitando a oportunidade de parabenizar ao nosso professor e guri Matiello. Obrigado por todo seu esforço em prol da nossa cafeicultura.

Rodrigo

Iúna - Espírito Santo - Produção de café
postado em 24/03/2017

Queria sementes desta cultivar siriema para eu fazer mudas para minha propriedade

Eduardo Fernandes

Alegre - Espírito Santo - Produção de café
postado em 19/04/2017

Onde consigo sementes clonais desta variedade?

jose Braz Matiello

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Pesquisa/ensino
postado em 20/04/2017

As sementes teremos apenas em 2018, pois a nova geração fou plantada, em quantidade, de plantas selecionadas, apenas em 2016 e sua primera safra significativa, dando maior quantidade de sementes será ano que vem.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade