FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Chuva de granizo com novos prejuízos sobre os frutos de cafeeiros

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

TÉCNICAS DE PRODUÇÃO

EM 23/03/2016

0
0
Por Alysson V. Fagundes e J.B. Matiello – engenheiros agrônomos da Fundação Procafé

A chuva de granizo, através das pequenas pedras de gelo arredondadas, ao caírem sobre o cafezal prejudicam as plantas pelo efeito físico ou de impacto sobre as folhas, ramos e frutos. Não prejudicam pela baixa temperatura, como poderia parecer, a menos que se acumulem sobre plantas rasteiras, que não é o caso dos cafeeiros mais velhos.

Os danos mais conhecidos e que aparecem mais são aqueles que ocorrem por rasgaduras da folhagem, pela derrubada de folhas, por ferimentos nos ramos, pela derrubada de frutos, por escoriações no tronco das plantas e que, em casos severos e em plantas jovens, chega até a mata-las.

Uma nova situação de danos pelo granizo foi observada sobre os frutos dos cafeeiros atingidos. Na Fazenda Conceição, no município de Campos Gerais (MG), foi registrada uma chuva de granizo, de intensidade moderada a forte, em fins de janeiro de 2016. Os danos causados pelo granizo foram severos sobre a folhagem e ramagem das plantas em seu lado mais atingido, sendo que com relação aos frutos uma parcela correspondente a cerca de 35% foi derrubada.

Foto: Procafé
Acima, diferentes tipos de lesões por efeito de granizo nos frutos

A situação nova, que chamou a atenção, foi a forma diferenciada de dano sobre os frutos que permaneceram nas plantas. Cerca de 1/3 deles apresentavam lesões. Ao serem cortados, esses frutos lesionados apresentavam diferentes níveis de danos internamente, nos grãos. Sempre havia um enegrecimento na semente (grão), com variação no tamanho da área enegrecida, conforme o grau da lesão observada externamente. Em muitos casos, entretanto, a lesão/enegrecimento do grão ficava restrita a uma só loja do fruto e sua semente, aquela próxima à lesão.

Em observação anterior, feita por ocasião de chuva de granizo em Varginha (MG), na Fazenda Experimental, os prejuízos foram semelhantes e chamou-se o dano enegrecido do grão como cárie. As observações atuais evoluíram no sentido de correlacionar o tamanho da lesão externa no fruto, com seu dano sobre os grãos, internamente.

Foto: Procafé
Aqui, seu correspondente dano, internamente, sobre os grãos

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.