FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Café: "fio de ouro" aparece após ocorrência de temperaturas baixas

POR JOSÉ BRAZ MATIELLO

TÉCNICAS DE PRODUÇÃO

EM 23/08/2017

1
0
As folhas de cafeeiros, especialmente as mais novas, podem apresentar uma anormalidade em suas margens, aqui denominada fios de ouro, um problema ligado ao frio. No campo, a anormalidade aparece após um período de ocorrência de temperaturas baixas, de cerca de 10ºC ou pouco menos, temperaturas essas não tão suficientemente baixas a ponto de provocar queima da folhagem, como ocorre com as geadas.

Foto: Divulgação
                                                Foto: Divulgação

O efeito desse frio paralisa o desenvolvimento do tecido, tornando-o de cor amarelada escura, ou cor de ouro, parecendo, assim, afetar a formação de cloroplastos/clorofila, que dão a cor verde normal aos tecidos.

A formação de uma área amarelada, mais concentrada nas margens das folhas e, até, um fio amarelo, que costuma contornar todo o perímetro foliar, se deve a que estes tecidos, localizados na margem da folha, são aqueles mais novos, que se encontram na zona de crescimento recente, e, portanto, trata-se de um tecido mais tenro e mais sensível ao frio.

A presente nota técnica visa esclarecer e orientar os técnicos de campo, na identificação correta da causa do problema de amarelecimento de margens das folhas do cafeeiro. Isto por que temos recebido várias consultas a respeito, com duvidas sobre a real causa, com indagações se seriam sintomas de toxidez de algum defensivo ou seriam deficiências de algum nutriente.

Fica, assim, claro que os sintomas aqui apresentados são causados pelo efeito do frio, ocorrendo, exatamente, nesse período de inverno. Ressalta-se, ainda, que a anormalidade descrita é diferente daquela em que o frio, um pouco mais intenso, chega a matar cloroplastos em praticamente todo o limbo foliar, restrito, normalmente, a um só par de folhas, que fica com tamanho menor e com coloração esbranquiçada. 

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do CaféPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ALVARO MUNHOZ

MANDAGUARI - PARANÁ - TRADER

EM 28/08/2017

Em várias lavouras de minha região tenho observado esta anormalidade, porém achava que era algum aspecto relacionado a nutrição da planta. Muito esclarecedor seu artigo, Sr. José!