FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Cecafé promove inclusão digital para pequenos produtores

PRODUÇÃO

EM 28/06/2016

0
0
Da redação

O programa Produtor Informado, projeto criado há dez anos pelo Cecafé - Conselho dos Exportadores de Café do Brasil –, cujo objetivo é promover a inclusão digital junto aos pequenos produtores de café do Brasil, planeja totalizar ao longo deste ano 1.500 alunos formados em diferentes regiões do Brasil. Desde sua criação, o programa já capacitou 2.000 participantes. No último sábado (25/6), a entidade realizou a formatura de 65 produtores da região de Carmo de Minas (Sul de Minas Gerais) conjuntamente com a realização de Dia de Campo em parceria com a Fundação Hanns Neumann.

“Desde o ano passado buscamos aprimorar ainda mais esse projeto e estabelecemos uma parceria com o Programa Cafés Sustentáveis, da agência holandesa IDH – Iniciativa de Comércio Sustentável, ampliando a abrangência da atuação”, explica Luciana Florêncio, diretora-geral do Cecafé. “Além da inclusão digital, agora também disseminamos as boas práticas agrícolas, com ênfase na sustentabilidade”. Essa parceria permitiu ao Cecafé firmar termos de cooperação junto a extensionistas, que disponibilizam técnicos agrícolas para ministrarem cursos com o propósito de capacitar os produtores rurais, principalmente em relação às ações de sustentabilidade para a cafeicultura brasileira. Atualmente o projeto conta com a parceria da Emater-RO, Emater-MG, Incaper, Fundação Hanns Neumann, Ifes-Agrifesw, Coocapec e Cooxupé, atingindo 45 municípios nos principais estados produtores (MG, ES, SP e RO).

O Produtor Informado foi desenvolvido com foco na agricultura familiar, pequenos produtores ou trabalhadores rurais nas principais regiões produtoras de café. Seu objetivo é estimular a inclusão digital para o aprendizado da informática e noções de acesso à Internet como ferramenta para o trabalho no campo e na gestão da propriedade. Cafeicultores aprendem a usar as ferramentas digitais para obter informações sobre clima, preços, mercados, técnicas de produção e boas práticas agrícolas, ajudando no cultivo de produtos saudáveis, livres de contaminação (física, química e biológica) e buscando, assim, aumentar a rentabilidade dos seus negócios, além de garantir a sustentabilidade do meio ambiente e a melhoria da qualidade da população rural em geral.

O curso tem alcançado resultados imediatos na aplicação das boas práticas agrícolas pelos produtores alunos do programa. Segundo Luciana Florêncio, "somente na região de Coqueiral (MG) durante a realização do curso foram implantadas oito fossas assépticas, três produtores já adequaram suas estruturas para armazenamento de agrotóxicos e a maioria passou a usar o computador, que estava sem uso, para registrar seus custos".

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.