ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Cafeicultores vão a Alemanha apresentar grãos brasileiros

POR EQUIPE CAFÉPOINT

PRODUÇÃO

EM 30/01/2017

1
0
Por Mariana Proença*

Produtores nacionais de três origens de Minas Gerais irão participar de programação intensa, promovida pelo Sebrae Minas, em Berlim, como parte do programa Origem Minas. Com o objetivo de divulgar os grãos especiais do Brasil, o grupo fará um Road Show, de 30 de janeiro a 11 de fevereiro, na capital alemã.

Foto: Divulgação

Com uma população de 3,5 milhões de pessoas, Berlim é a maior cidade da Alemanha, além de ser a segunda mais populosa e a sétima mais povoada da União Europeia. Com cafeterias de referência, a primeira parada será na embaixada brasileira em Berlim, com uma sessão de cupping dos cafés, com a presença de cafeicultores das origens controladas de Cerrado Mineiro, Mantiqueira de Minas e Matas de Minas.

“Os agricultores, em contato direto com torrefadores e compradores alemães, terão a oportunidade de apresentar em detalhes o seu produto, apontando as características do grão e a história da região de origem”, explica Priscilla Lins, gerente de Agronegócios do Sebrae Minas, que acompanhará a missão.

Foto: Alexia Santi/agencia ophelia / Café Editora
Foto: Alexia Santi/agencia ophelia / Café Editora


A agenda, bem diversificada, terá um momento de contato direto com o público alemão, no gigantesco templo de consumo de Berlim, a loja de departamentos KaDeWe. Segunda maior do gênero na Europa, a Kaufhaus des Westens (KaDeWe) ocupa um prédio de oito andares. São 60 mil metros quadrados de área e 180 mil visitantes/dia, de todas as partes do mundo. Neste dia, produtores terão a oportunidade de servir o café para o público.

Toda a ação tem o apoio da Ally Coffee, trading do grupo brasileiro Montesanto Tavares, que engloba a Atlântica Coffee, Cafebrás, InterBrasil Coffee, localizadas no Brasil. A Ally tem atuação como importadora e distribuidora de café no mercado americano e, mais recentemente, no europeu.

A promoção dos cafés se estenderá para duas cafeterias de referência na cidade, a Chapter One e a Röststätte Berlin. O barista da Chapter One, Gian Zaniol, por exemplo, é o atual campeão italiano do campeonato de Brewers. Já Ivo Weller, da Röststätte, esteve recentemente no Brasil conhecendo os cafés nacionais na região do Sul de Minas. A barista da casa, Nicole Battefeld, conquistou o segundo lugar no Campeonato Alemão de Barista. Nas duas cafeterias serão oferecidas degustações abertas para o público e especialistas.

Programação completa
30/1 – Produtores no KaDeWe
31/1 – Embaixada do Brasil em Berlim, das 15h às 17h
1º/2 – Cafeteria Chapter One – cupping e apresentação para especialistas, baristas e consumidores
2/2 – Cafeteria Röststätte – cupping e apresentação para especialistas, baristas e consumidores
3/2 - KaDeWe – das 11h às 19h – a barista Nicole Battefeld – 2º lugar no campeonato de baristas da Alemanha irá preparar cafés em diferentes métodos.


Os cafés apresentados foram selecionados pelos provadores da Ally e serão torrados na Alemanha. Os eventos nas cafeterias e na KaDeWe são abertos ao público e gratuitos.

Para inscrição no evento da Embaixada, contato pelo e-mail: guarani.morais@itamaraty.gov.br.

Mais informações: www.sebraemg.com.br


_______________________________________
*Este material jornalístico é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize as redes sociais abaixo, creditando a fonte.

(Texto originalmente publicado no site da Revista Espresso [única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Saiba como assinar)

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

GINOAZZOLINI NETO

LONDRINA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 31/01/2017

Muito bom. É uma forma de fugir dos atravessadores. Hoje já temos cafeicultor comprando cafés e exportando. Ganhando muito dinheiro. É um negócio . Mas, se os produtores puderem vender diretamente a remuneração vai ser melhor.