carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Produção

Café: PCP 360 possibilita maior produtividade e lucratividade

postado em 01/12/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação

Em uma análise geral, as condições climáticas desse ano não favoreceram a safra de café: a estiagem atingiu a maioria das regiões cafeeiras e trouxe prejuízos  qualitativos e quantitativos ao produtor brasileiro. No entanto, o avanço da tecnologia do campo minimizou alguns fatores e estabeleceu um manejo mais adequado, levando  a uma maior produtividade.

Foto: Alexia Santi/Agência Ophelia
                                    Foto: Alexia Santi/Agência Ophelia

Por meio do Programa Construindo Plantas (PCP 360), a tecnologia da Fertiláqua estimula a planta via foliar e solo, atuando nos processos fisiológicos da planta e na qualidade do solo, possibilitando maior produtividade e lucratividade. O produtor Edivaldo da Silva, de Boa Esperança, em Minas Gerais, confirma os resultados: "com o uso das soluções as plantas foram revigoradas com raízes mais profundas mesmo na época de seca. A lavoura também apresentou resultados mais rentáveis”.

O PCP 360 possui o estímulo fisiológico equilibrado para cada fase da planta, iniciando pelo solo e passando pela parte aérea, desenvolvendo assim lavouras com alto potencial produtivo e construindo plantas mais eficientes. Segundo o cafeicultor Jorge Calili, da Fazenda Pião, de Santana da Vargem (MG), um dos benefícios do uso da tecnologia é o crescimento de ramos, além de ter uma lavoura com menos estresse no pós-colheita, proporcionando melhor sanidade: "mesmo com a seca que vimos neste ano nossas lavouras responderam bem à falta de chuva”, explica.

Em Minas Gerais, a produção de de café está estimada em 24,38 milhões de sacas, de acordo com o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O parque cafeeiro do estado é formado por, aproximadamente, 3,9 bilhões de plantas, composto pelas espécies arábica e conilon

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade