carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Política

Na Colômbia, Frente Parlamentar volta a cobrar política cafeeira

postado em 13/07/2017

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Da redação

Na última quarta-feira (12), a Frente Parlamentar do Café no Congresso Nacional voltou a cobrar respostas para as demandas apresentadas pela cafeicultura. De acordo com o deputado federal Carlos Melles (DEM/MG), os produtores estão produzindo sem o apoio de uma política mínima que possa recuperar o setor e oferecer sustentação de preços. 

Foto: Divulgação
                                            Foto: Divulgação

Durante o Fórum Mundial de Produtores de Café, que ocorreu em Medellin, na Colômbia, dos dias 10 a 12 de junho, o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, recebeu mensagens, via redes sociais do evento, do deputado federal Carlos Melles, que, entre outras questões, gostaria de saber sobre a renda do produtor, o crédito de custeio e comercialização, o Preço Mínimo de Garantia, o estoque regular, os recursos do Funcafé, entre outras.

"Queremos ajudar, não é contra ninguém, mas é favor do produtor e do café o que estamos colocando em pauta”, disse Melles. 

Sobre a apresentação do Conselho Nacional do Café no Fórum, a cargo do presidente da entidade, o ex-deputado Silas Brasileiro, produtores avaliaram como “desconectada da realidade da cafeicultura brasileira”.  Segundo Melles, o produtor nunca quis e nunca teve benesses, mas sim condições reais para produzir e continuar na atividade, ou seja, "instrumentos efetivos que assegurem segurança e que saiam na hora e no volume certo".
O deputado lembrou, ainda, que o setor cafeeiro vem lutando há tempos contra o que chamou de “descaso” do governo federal para com o café. "Já fizemos o SOS Café, seguidas audiências públicas, já manifestamos ordeiramente em diversos fóruns, e o mais importante, já apresentamos propostas efetivas e viáveis para o setor, como por exemplo, o Pacto em Favor do Café, e não tivemos qualquer retorno consistente, só improvisos”, pontuou.

No dia 26 de agosto, as Comissões de Agricultura, Finanças e Tributação, e Desenvolvimento, Indústria e Comércio promoverão, em Brasília, uma Audiência Pública denominada “Cenários da política brasileira para o café”, afim de discutir as causas e efeitos da crise do setor cafeeiro nacional. O requerimento é de autoria dos deputados Carlos Melles, Nilson Leitão (PSDB/MT), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária; e do deputado Domingos Sávio (PSDB/MG), que preside a Frente Parlamentar do Cooperativismo
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade