carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Notícias > Internacional

Organizações se juntam para criar campanha no Dia Internacional do Café

postado em 29/09/2017

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Com o objetivo de conscientizar, apoiar e encorajar a comunidade a fazer doações e/ou se tornarem membros da associação, a World Coffee Research (WCR), organização sem fins lucrativos, junto com a Specialty Coffee Association (SCA) lançaram a campanha #TheFutureOfCoffee.

Foto: Alexia Santi/Agência Ophelia
                                      Foto: Alexia Santi/Agência Ophelia

A campanha, que será executada em mídias sociais, se concentrará nas celebrações do Dia Internacional do Café, que acontecem em todo o mundo a partir desta sexta-feira (29)  até o dia 1º de outubro. Além disso, a #TheFutureOfCoffee também será veiculada através do site e vídeo abaixo: 


De acordo com o diretor executivo da SCA, Ric Rhinehart, o café é uma cultura agrícola que enfrenta uma crise existencial. Segundo ele, a WCR representa a melhor resposta da indústria à necessidade de soluções para os vários problemas enfrentados pelos cafeicultores: "somente o apoio da indústria do café e suas principais empresas podem reparar o cenário para um futuro viável”. 

Existem duas maneiras de apoiar a WCR por meio da campanha:

• Os indivíduos e as empresas podem se tornar membros da WCR fazendo uma doação em qualquer quantidade ou optar por fazer uma doação única de US$ 1000.

• Os torrefadores e os importadores são encorajados a se unir ao Checkoff Program da WCR, onde as torrefadoras escolhem doar um determinado valor por libra ou quilo de café verde comprado de fornecedores participantes. Saiba mais sobre essas opções em www.futureof.coffee.

Segundo o diretor da WCR, Tim Schilling, a ciência agrícola é a ferramenta que as principais culturas do mundo usam para melhorar os rendimentos, a qualidade, a resiliência climática e os meios de subsistência dos produtores: "o café está muito para trás e precisamos mudar isso", disse. Entre agora e 2050 espera-se que a demanda por café dobre, enquanto a terra disponível para o cultivo pode cair pela metade.

A World Coffee Research tem um foco importante na reprodução de café: desenvolvendo a próxima geração de variedades de alto rendimento e, assim, aumentando a qualidade do consumo. A organização está conduzindo a primeira pesquisa global para direcionar as melhores práticas agrícolas, minimizar insumos e impactos ambientais e maximizar os rendimentos dos produtores.

A empresa já apresentou resultados impressionantes. Em apenas cinco anos, estabeleceu mais de 60 novas variedades de café para avaliação, dois centros globais de criação, uma rede internacional sem precedentes de experimentos de pesquisa para testar o desempenho das variedades e estudos sobre a resiliência climática e para rastrear e controlar o movimento de doenças e pragas do café.

As informações são do http://gcrmag.com / Tradução Juliana Santin
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Maria Helena

OUTRA - OUTRO - OUTRA
postado em 30/09/2017

Eu sou produtora de café. Apesar sos preços estarem baixos, não podemos desanimar com os custos cada vez mais caros de mão- de-obra, fertilizantes e etc. Vamos torcer para que isso mude e os preços melhorem. 

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade