ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Visando apoiar os produtores, BASF lança inseticida contra a broca

Da redação

Uma das principais queixas dos produtores do Brasil em relação à temporada 2016/2017 foi o aumento da broca-do-café nas lavouras das principais regiões do país. De acordo com os resultados da Pesquisa CaféPoint Colheita Cafeeira Safra 2017, 83% das plantações do Cerrado Mineiro, em Minas Gerais, foram infestadas pela praga. Com o objetivo de apoiar os cafeicultores no combate ao inseto, a BASF lança um novo inseticida no mercado, o Verismo®.

Foto: Ivan Padovani/Café Editora
                                      Foto: Ivan Padovani/Café Editora

A broca é considerada uma das pragas mais agressivas dos cafezais, uma vez que o inseto que se alimenta do fruto do café, destruindo a parte interna do grão e trazendo prejuízos qualitativos e quantitativos ao produtor. Dependendo do nível de infestação, os prejuízos podem chegar, em média, a 20% no peso do café beneficiado, o que corresponde a uma perda de até R$ 150,00 por saca.
De acordo com o gerente de Marketing Café da BASF, André Cruz, a empresa está oferecendo aos cafeicultores uma solução com um novo princípio ativo pertencente ao grupo químico semicarbazone para a cultura do grão: "o Verismo® apresenta alta eficiência de controle e ação rápida sobre o inseto, contribuindo para mais qualidade e rentabilidade nos cafezais". 

Ainda segundo o especialista, o produto, que surge como uma opção na rotação de ingredientes ativos para o manejo de resistência da broca, é indicado para o período de frutificação do cultivo, quando a praga atingir o nível de infestação entre 1% a 3% de frutos brocados. 
"Para potencializar a eficiência de controle da broca nas lavouras é importante a adoção do manejo integrado de pragas. O cafeicultor deve estar alerta e se antecipar aos fatores que podem influenciar a redução da produtividade e qualidade nos grãos", explica Cruz.  A retirada dos frutos remanescentes da colheita anterior e o monitoramento, principalmente depois da florada, combinado à utilização de inseticidas de alta performance são imprescindíveis para evitar danos significativos nos cafezais. 

Este ano, além da praga, a bienalidade negativa na maior parte do país e o clima exerceram maior interferência na produção, exigindo dos produtores atenção quanto à rentabilidade nas lavouras. Além do Brasil, o inseticida Verismo® também será disponibilizado, futuramente, para outros países produtores de café, como a Colômbia.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MAURICIO

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 16/11/2017

Controle integrado com ênfase no controle cultural e biológico tem dado certo em outros países tropicais produtores de café. Pesquisemos, pois existem outras opções de controle sem ser a dos agrotóxicos.
ELI VALERA NABANETE

MARUMBI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 07/11/2017

Boa noticia!

Vamos ver se realmente funciona.