ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Empresa australiana desenvolve cápsula de café biodegradável

Na Austrália, o debate sobre a quantidade de resíduos de cápsulas de café que está sendo produzido aumentou no mês passado. Notícias indicam que mais de 1,5 milhão de casas do país possuem uma cafeteira de cápsulas, número que deve duplicar até 2018. 

Foto: Divulgação
                                                Foto: Divulgação

Pensando nisso foi que a empresa Capsule Pack resolveu lançar, no final de 2016, a primeira cápsula biodegradável do mundo, a BioCap, para que os consumidores desfrutem do produto sem culpa. "Os resíduos da cápsula são um problema enorme e é importante que os consumidores entendam que a BioCap é uma opção ambientalmente amigável", disse Alana Beattie, da Coffee Roasters Australia.

Segundo Beattie, a empresa passou mais de dois anos testando o desempenho e a de sua gama de cápsulas para o mercado consumidor. As ambalagens são 100% bio-originárias e biodegradáveis e o material é derivado de um composto à base de plantas, obtido pela transformação de plantas de cereais para substituir os plásticos à base de petroquímicos.

"Diferentemente de outras cápsulas feitas de alumínio, plásticos e aditivos que não se quebram, a nossa é feita a partir de recursos renováveis e não contém absolutamente nenhum traço de plástico. Seus nutrientes voltam ao solo. Esse é um ponto de diferença fundamental para nós e para os consumidores saberem”, afirmou.

O produto atende à norma europeia EN13432 para embalagens biodegradáveis que Beattie descreve como "o padrão mais reconhecido para a certificação".  As BioCaps são certificadas como OK-Compost pela Vincotte, o que significa que foram testadas em um ambiente controlado para biodegradar em menos de seis meses.

As cápsulas da empresa australiana podem se desintegrar durante um ciclo de compostagem industrial de 12 semanas em partículas finas, o que resta é um resíduo de dois milímetros que representa menos de 10% do peso original. O composto, que contém a cápsula desintegrada, é perfeito para uso de fertilizante orgânico.

"As cápsulas possuem mais chances de serem descartadas em aterros, onde os níveis de calor e umidade variam dependendo do dia e da localização, tornando impossível fazer uma afirmação direta em relação ao tempo de biodegradação", disse Beattie.

A diferença é que elas são 100% baseadas em biologia para que os consumidores possam sentir-se confortáveis sabendo que descartar as cápsulas na lata de lixo não é diferente de descartar qualquer outro lixo orgânico. O tempo que elas quebram em instalações de resíduos gerais é de meses a alguns anos, em comparação com plásticos e alumínio, que demoram de 150 a 500 anos para se decompor enquanto não adicionam nenhum benefício às condições do solo.

Beattie disse que os consumidores podem jogar as cápsulas BioCap na lixeira, de onde irão ao aterro e serão biodegradadas. Ou, se puderem fazer o esforço de levar a cápsula para uma instalação de compostagem industrial nas proximidades (existem cerca de 150 instalações na Austrália com alguns conselhos que oferecem coleta de lixo orgânico na calçada) o produto será transformado em fertilizante orgânico.

"A última opção é a melhor, pois o fertilizante é usado para cultivar outras coisas orgânicas, mas, na realidade, a maioria dos consumidores irão jogá-las na lata de lixo, onde o produto irá se biodegradar em aterro sanitário. A diferença é que o aterro está cheio de todos os outros resíduos que não podem ser transformados em fertilizantes, pois todos os produtos utilizados devem ser compostáveis”, disse.

Segundo Beattie, o outro benefício é que a BioCap não compromete a qualidade ou a produção do café: "É o ganha-ganha definitivo para os consumidores. Um produto biodegradável não precisa sacrificar a espuma, o sabor ou a textura do café".

Beattie disse que as cápsulas de porção individual continuam sendo um dos métodos de consumo de café mais populares em casa, além de fazer um mercado próspero para as torrefadoras australianas.

"As torrefadoras que utilizaram as cápsulas biodegradáveis BioCap o fazem por causa da demanda do consumidor, mas as que usam têm visto mais crescimento nas vendas para seus negócios como resultado. Adicionar uma oferta de cápsula não é uma transição difícil de fazer", disse Beattie. "Fazemos tudo o que podemos para ajudar nossos clientes a crescerem e terem sucesso. Estamos realmente centrados no consumidor. Nosso sucesso vem do sucesso de nossos clientes”, concluiu.

O foco no consumidor da Capsule Pack se estende além do seu serviço de cápsulas. A torrefação no local está disponível e oferece embalagens contratuais de cápsulas para empresas de café e varejistas australianos. Existe uma gama ampla e flexível de opções de embalagem, incluindo caixas, sacos, embalagens a granel e serviços de rotulagem.

"Sabemos que a embalagem pode ser cara, por isso convidamos as torrefadoras a experimentar um tamanho pequeno de seu produto com nossa embalagem a baixo custo, para testar o mercado. Desta forma, os clientes não precisam investir milhares de dólares para testar as novas embalagens. Na verdade, é uma maneira realmente barata de colocar seu produto no mercado”, finalizou.

As informações são do http://gcrmag.com / Tradução Juliana Santin
 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.