FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Dias úmidos podem afetar cafeicultura

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 24/07/2014

2 MIN DE LEITURA

3
0
Da redação

A previsão de tempo para os estados produtores é de chuva para os próximos dias. De acordo com a Somar, nesta quinta-feira (24/7), a frente fria chega efetivamente à Região Sudeste e a chuva se espalha sobre todo o Estado de São Paulo, Sul de Minas e Triângulo Mineiro, com risco para temporais, principalmente no oeste e centro-sul paulistas.


Foto: Guilherme Gomes/ Café Editora
Foto: Guilherme Gomes/ Café Editora

Já na sexta-feira (25/7), a frente fria perde força e avança um pouco mais, mas ainda são esperadas pancadas de chuva ao longo do dia no leste e norte paulistas, no Rio de Janeiro, grande parte de Minas Gerais e no Espírito Santo. No sábado, as instabilidades são reforçadas com menor possibilidade de chuva nas cidades mais próximas do Paraná e também no norte mineiro. Já para o Rio de Janeiro, Zona da Mata de Minas Gerais e Espírito Santo, as chuvas ficam mais pesadas entre o Rio de Janeiro, Zona da Mata de Minas Gerais e Espírito Santo.

Ainda de acordo com o boletim da Somar, as chuvas constantes prejudicam as atividades de campo dos cafezais e cana de Minas e São Paulo e colocam áreas de risco em atenção para alagamentos ou deslizamentos.

Temperaturas mais baixas pela manhã, sobretudo perto do Paraná, e que não sobem tanto durante a tarde. A chance para ocorrer nevoeiros também aumenta nos trechos entre o sul e leste paulista por conta da alta umidade. No domingo, nada muda e as chuvas cobrem todo o Sudeste. Volta a chover de forma mais abrangente no Estado de São Paulo, entre o oeste, centro e sul do Estado. Ainda durante o fim de semana, não deve ser possível ter um bom aproveitamento nas atividades do campo.

Segundo o consultor Marcus Magalhães, da Maros Corretora, as previsões climáticas já influenciam o mercado cafeeiro. “A frente fria que avança em direção ao cinturão produtivo ganhou força e convicção deixando uma boa parte dos operadores vendidos totalmente desconfortáveis”. Segundo ele, nesta quarta-feira (23/7) , o clima já chegou a ditar algumas regras. “Dentro deste cenário recompras foram deflagradas e o campo positivo saiu prevalecido de forma contundente. Fora o "urgente" mercado de clima, o próximo grande divisor de águas do mercado será o comportamento das lavouras com relação as floradas e seus desdobramentos produtivos”, completa.

A partir de segunda-feira (28/7), a chuva começa a dar uma trégua e ocorre de forma fraca e mais isolada, entre São Paulo, Sul e Leste de Minas, Rio de Janeiro e Espírito Santo. O tempo abre no restante de Minas Gerais.

Confira aqui as demais tendências climáticas para os próximos dias em diversas regiões do País. 

3

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOÃO CARLOS REMÉDIO

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 27/07/2014

Após o grande estresse causado pela seca, esta chuva, mesmo em pequena quantidade, fará com que muitas lavouras floresçam prematuramente. Que ano difícil, até a tão esperada chuva que cai nesse momento poderá prejudicar a produção futura que já está comprometida pelo crescimento menor dos ramos. Quanto a perda de qualidade dos cafés que estão sendo colhidos, acredito que essa chuva tenha sido muito pouco para afetá-la. E quanto aos preços, alguém têm uma idéia do que poderá acontecer???
CARLOS HENRIQUE PASSOS

ARAGUARI - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 26/07/2014

Está chovendo desde sexta-feira (25/jul) em Araguari. Atípico para essa época do ano. Prejudicando resto de colheita e podendo antecipar a florada no cafeeiro que não teve tempo de se recuperar da colheita.
JOÃO BATISTA VIVARELLI

DIVINOLÂNDIA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/07/2014

Chuvas que cairam à partir de ontém à tarde e ainda estão ocorrendo em boa parte da Região, é uma dadiva de" DEUS - Grande Arquiteto do Universo", muito boa para à Cafeicultura, que já vem sofrendo com a Estiagem.