FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Boletim Carvalhaes: Mercado físico brasileiro foi firme e comprador durante a semana

POR EQUIPE CAFÉPOINT

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 05/07/2019

0
0

Boletim semanal Escritório Carvalhaes - ano 86- n° 27
Se quiser consultar boletins anteriores, clique aqui e confira o histórico no site*
Santos, sexta-feira, 05 de julho de 2019

O mercado de café apresentou-se firme esta semana. Depois de subirem 1.140 pontos nas duas semanas anteriores, os contratos de café na bolsa de Nova Iorque alternaram dias de alta e de baixa, mas o balanço mais uma vez foi positivo. Os com vencimento em setembro próximo somaram mais 165 pontos, totalizando 1.305 pontos de alta em três semanas. Fecharam, hoje, a US$ 1,1110 por libra peso.

A forte frente fria que passou pelo sul do Brasil e chegará sobre os cafezais do sudeste brasileiro neste final de semana assustou os operadores e impulsionou ainda mais as cotações do café, que já vinham subindo com as informações sobre queda na qualidade e volume da nova safra brasileira 2019/2020.

O mercado físico brasileiro foi firme e comprador por toda a semana. Mesmo ontem, 4 de julho, feriado nacional nos EUA, quando a ICE Futures US não trabalhou, o mercado brasileiro apresentou-se firme. Os preços praticados subiram ao longo da semana e houve interesse por todos os tipos de café. Como sempre, a procura maior foi por arábicas de boa qualidade a finos. Houve um volume razoável de negócios, mas muitos cafeicultores resolveram aguardar a passagem da frente fria antes de negociar seus lotes de café. Estão preocupados com o volume e qualidade do café que estão colhendo e optaram por aguardar um quadro mais claro do cenário nacional e internacional.

Na próxima semana, nos dias 10 e 11, será realizado na cidade de Campinas, em São Paulo, o II Fórum Mundial de Produtores de Café. A primeira edição aconteceu em 2017, em Medellin, na Colômbia. Os organizadores da conferência global informaram que o principal objetivo neste ano é avaliar meios de aumentar a sustentabilidade econômica dos cafeicultores.

Alguns dos países participantes querem que o fórum discuta maneiras de controlar o fluxo de café de países produtores para os principais centros consumidores, mas não há um consenso. O Brasil é contra restrições à oferta. “O mercado de café é um mercado livre, isso está fora de questão” afirmou uma das organizadoras do evento (fonte: Reuters). Concordamos que restrição de oferta não é uma boa opção para o Brasil.

No ano-safra 2018/2019 (de julho/18 a junho/19), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 teve média de R$ 422,62/saca de 60 kg, queda de quase 15% frente à da safra anterior, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI de maio/19). A média do arábica foi, também, a mais baixa desde o ano-safra 2001/2002, em termos reais. Quanto ao Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6, a média dos preços em 2018/19 foi de R$ 317,28/saca, 20,1% inferior à de 2017/18 e a menor desde o ano-safra 2009/2010.

A pressão sobre as cotações do café só não foi mais significativa por conta do dólar elevado ao longo da safra 2018/2019. Na média da temporada, a moeda norte-americana foi de R$ 3,862, contra R$ 3,308 da temporada anterior (2017/2018). Assim, a média do Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 foi de US$ 106,86/sc, 21,1% abaixo da observada na safra anterior. Por outro lado, a valorização do dólar também resultou em aumento dos custos de produção, refletindo especialmente em alta nos preços de fertilizantes, defensivos e combustíveis (fonte: CEPEA).

No início da próxima semana o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) divulgará as exportações brasileiras de café de junho último, que fecharão o ano-safra brasileiro 2018/2019. Nossas exportações 2018/2019 deverão passar de 40 milhões de sacas, confirmando o crescimento e domínio do Brasil no consumo mundial de café.

Até dia 2, os embarques de junho estavam em 1.943.048 sacas de café arábica, 60.905 sacas de café conilon, mais 233.690 sacas de café solúvel, totalizando 2.237.643 sacas embarcadas, contra 2.974.070 sacas no mesmo dia de maio. Até o mesmo dia 2, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em junho totalizavam 3.099.206 sacas, contra 3.683.629 sacas no mesmo dia do mês anterior.

Até dia 2, os embarques de julho estavam em 47.502 sacas de café arábica, 2.966 sacas de café conilon, mais 1.047 sacas de café solúvel, totalizando 51.515 sacas embarcadas, contra 41.858 sacas no mesmo dia de junho. Até o mesmo dia 05, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em junho totalizavam 376.947 sacas, contra 455.367 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque (ICE) do fechamento do dia 28, sexta-feira, até o fechamento de hoje, dia 5, subiu nos contratos para entrega em setembro próximo 165 pontos ou US$ 2,18 (R$ 8,32) por saca. Em reais, as cotações para entrega em julho próximo na ICE fecharam, no dia 28, a R$ 555,96 por saca, e hoje, dia 5, a R$ 561,11. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em setembro, a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 255 pontos. No mercado firme de hoje são as seguintes cotações nominais por saca para os cafés verdes do tipo 6 para melhor, safra 2019/2020, condição porta de armazém:

R$480/520,00 - CEREJA DESCASCADO – (CD), BEM PREPARADO.
R$440/460,00 - FINOS A EXTRA FINOS – MOGIANA E MINAS.
R$420/440,00 - BOA QUALIDADE – DUROS, BEM PREPARADOS.
R$380/400,00 - DUROS COM XÍCARAS MAIS FRACAS.
R$360/380,00 - RIADOS.
R$350/360,00 - RIO.
R$360/370,00 - P.BATIDA P/O CONSUMO INT.: DURA.
R$350/360,00 - P.BATIDA P/O CONSUMO INT.: RIADAS.

DIA 1º DE JULHO, COMEÇOU OFICIALMENTE O ANO-SAFRA 2019/2020. COMO TODOS OS ANOS, A PARTIR DESTA DATA NOSSAS COTAÇÕES SÃO PARA OS CAFÉS DA SAFRA QUE SE INICIA. OS CAFÉS DA SAFRA ANTERIOR (2018/2019) ESTÃO SENDO COMERCIALIZADOS NA MESMA BASE DA NOVA SAFRA (2019/2020).

DÓLAR COMERCIAL DE SEXTA-FEIRA: R$ 3,8180 PARA COMPRA.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.