ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Fairtrade já é uma realidade no Brasil

POR ULISSES FERREIRA DE OLIVEIRA

ULISSES FERREIRA

EM 03/10/2014

1 MIN DE LEITURA

4
1
Foto: Alexia Santi/ Agencia Ophelia/ Café Editora
Foto: Alexia Santi/ Agencia Ophelia/ Café Editora

Durante o 9º Espaço Café Brasil, realizado em setembro na capital Belo Horizonte, tive a clara visão de que o FairTrade no Brasil deixou de ser uma aposta e se tornou uma realidade. Essa visão veio após passar praticamente todo o evento fazendo contatos, colhendo informações e degustando cafés de qualidade produzidos por organizações de pequenos produtores.

Voltei para Poços de Caldas com a sensação de que isto não tem mais volta, que bom!

Ver diversos estandes com marcas de café com o selo FairTrade foi inusitado, pois a maior feira do setor realmente é um termômetro para medir o sucesso, ou não, de uma iniciativa tão inovadora e desafiadora como a de introduzir no mercado brasileiro o movimento para um comércio mais justo que valorize agricultura familiar.

Mas essa sensação não se deve exclusivamente à boa participação dos produtores e das empresas que já apoiam o FairTrade, ela vem crescendo dia após dia.

Um exemplo interessante é a rápida expansão do suco Direto da Fruta no mercado de Poços de Caldas, outro exemplo é a recente assinatura de contrato de uma cooperativa de cafeicultores familiares e uma grande rede de supermercados, para o fornecimento de café com o selo FairTrade.

Em Poços de Caldas cada dia mais pessoas procuram o comitê gestor para saber como aderir ao movimento.

No dia 30 de outubro, a cidade completa dois anos com a certificação de Cidade de Comércio justo (FairTrade Town), no início era apenas um produto, o café, apenas uma marca. Atualmente são diversas marcas de café com o selo de comércio justo, no mercado local já está disponível suco, mel, castanha, e para compra pela internet já é possível adquirir frutas, vinhos, chocolate e até polpa de açaí, a cesta de produtos de comércio justo cresce, e isso aumenta o interesse dos consumidores.

Cafeterias de outros estados, tais como Rio Grande do Sul e Paraná já incluíram em seus cardápios cafés de comércio justo.

Não há dúvidas de que ainda existe muito a ser realizado, o mercado está apenas começando e muitos esperam ver os resultados para depois acreditarem na ideia, mas com certeza o FairTrade já é uma realidade no Brasil. Em Minas, temos o costume de dizer: “quem chega na fonte primeiro, bebe água limpa”.

ULISSES FERREIRA DE OLIVEIRA

Administrador, especialista em cafeicultura sustentável, Diretor do Departamento de Desenvolvimento e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Botelhos e consultor de associações e certificações agrícolas.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

WALDIR OSVALDO VISIOLI

PACAEMBU - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE CAFÉ

EM 03/05/2019

Bom dia.
Gostaríamos de contato com responsáveis por essa certificação. Temos interesse em obte-la para nossas propriedades/empreendimento.
ULISSES FERREIRA DE OLIVEIRA

POÇOS DE CALDAS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 06/05/2019

Bom dia, você pode entrar em contato comigo no e-mail adm.ulisses@gmail.com ou no e-mail foliveira.ulisses@gmail.com
ULISSES FERREIRA DE OLIVEIRA

POÇOS DE CALDAS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 06/10/2014

Sim essa é uma grande oportunidade para a agricultura familiar, o Brasil está cada vez mais consumindo cafés especiais e saindo do mercado "menor preço". Os consumidores querem um café de qualidade e a certeza de que esse café ajuda a preservar o meio ambiente e valorize aqueles que estão produzindo o produto.
JOAQUIM MAGEWSKI

VILA VALÉRIO - ESPÍRITO SANTO

EM 06/10/2014

uma boa hora para a cafeicultura ser reconhecida como uma atividade que não destroí o meio ambiente mas sim se preocupa com o futuro.e é a agricultura familiar dando o exemplo que é capaz de prodúzir  sem cauzar danos ao meio ambiente.
CaféPoint AgriPoint