FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Quer melhorar a qualidade do seu café? Conheça sua lavoura!

POR LEONARDO CUSTÓDIO

ESPAÇO ABERTO

EM 13/08/2019

1
12

Por Leonardo Custódio*

Nestes 10 anos que estou envolvido na cafeicultura, aprendi a observar e escutar os produtores que há anos lidam com café. No início achava que café era tudo igual, que só mudava a cor - uma variedade amarela e outra vermelha. Ouvia comentários de vizinhos sobre o sucesso e vigor de suas lavouras, e passavam uns para os outros os produtos utilizados.

Foi através de cursos, dias de campo, visitas, palestras e estudos, que compreendi que cada lavoura possui necessidades diferentes umas das outras para sua nutrição e maior produção. Hoje, o produtor precisa estudar formas para entender e melhorar seu parque cafeeiro. O ideal é buscar informações sobre:

- Variedades que possui ou que vai adquirir;

- Quais são as precoces, as médias, as tardias;

- Identificar o ponto de maturação para iniciar a colheita.

Vale lembrar que estamos falando de um fruto, então, quanto mais maduro maior será sua doçura.

Pontos importantes para serem observados:

- Clima;

- Microclima;

- Identificar variação de temperatura numa mesma lavoura (já vi lavouras que possuem menos de 1.000 metros de distância uma da outra, com 7ºC de diferença na temperatura);

Rastrear talhões com maior potencial de qualidade:

- Aquele com maior insolação;

- Os que recebem sol da manhã;

- Sol da tarde;

Ou seja, um dos primeiros passos é criar um histórico da lavoura para saber em qual direção seguir.

Outro ponto essencial para ser verificado é o território. Ele define a denominação de origem, ou seja, o perfil sensorial da bebida entre fragrâncias, aromas e sabores exclusivos de cada região na xícara. Não adianta o produtor querer colocar perfil sensorial de outras regiões no seu café. Exemplo: se ele está no Sul de Minas, seu café terá perfil sensorial do local, não conseguirá inserir o perfil de outra região.

Acredito que o produtor de café especial tem que ser especial!  Já que a régua da qualidade subiu, o que era bom agora tem que ser melhor. Saber qual nível de mercado quer atingir é essencial!

Quer atuar no mercado de commodities? Invista em variedades novas com alta produção e resistência. Quer atuar no mercado de especiais? Aposte em variedades novas e primitivas com bebidas exóticas.

Definida a direção a ser seguida. O próximo passo é a tomada de decisão, mas esse assunto abordaremos no próximo mês.

Até lá!

*Leonardo Custódio é Técnico em Cafeicultura, supervisor de qualidade da empresa Agro Fonte Alta, Q-Grader e mestre de torra.

LEONARDO CUSTÓDIO

Técnico em Cafeicultura, supervisor de qualidade da empresa Agro Fonte Alta, Q-Grader e mestre de torra

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

EDNA APARECIDA DA SILVA BERTOLIN

EM 14/08/2019

Conheci o Leo em um curso de barista. Adoro ler tudo o que escreve. Sempre me acrescenta algo!