FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

300 milhas da Fórmula Indy será intitulada "Cafés do Brasil - Indy 300"

A prova que encerra a temporada da Fórmula Indy 2010, no próximo dia 2 de outubro, no circuito de Homestead, em Miami, EUA, será intitulada "Cafés do Brasil - Indy 300". A promoção tem como objetivo tornar o termo Cafés do Brasil mais conhecido pelos americanos, que são os maiores consumidores de café do mundo e principais compradores dos grãos brasileiros (café verde, solúvel, torrado em grão e torrado e moído).

Nos Estados Unidos, a Fórmula Indy só perde em público torcedor para o futebol americano. Por isso mesmo, foi escolhida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), desde o ano passado, para ser uma grande "vitrine" de exposição dos produtos brasileiros, entre eles o café, cuja ação é coordenada pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC).



Tanto na temporada atual quanto em 2009, a marca "Cafés do Brasil" esteve presente em várias ações. Grãos de diversas origens brasileiras e vários drinques à base de café puderam ser degustados, por exemplo, no Coffee Bar montado pela Apex-Brasil nas corridas próximo à pista. As bebidas, sempre preparadas por baristas, também foram servidas em algumas das festas oferecidas pela Indycar Race League, que organiza as provas. "Foi essa proximidade que levou ao convite para que a marca Cafés do Brasil assinasse esta última prova da temporada. Foi um reconhecimento dos esforços promocionais realizados em prol da imagem do produto brasileiro", diz Nathan Herszkowicz, diretor-executivo da ABIC.

Especialmente para a corrida "Cafés do Brasil - Indy 300" foi produzido um anúncio exclusivo que será veiculado durante toda a semana que antecede a prova e no próprio dia, pela Rede Versus de TV a cabo, e que tem como mote a 'energia' dos Cafés do Brasil. A marca também será colocada em outdoors no gramado da pista e no placar eletrônico. São locais estratégicos e de grande visibilidade, uma vez que as provas são transmitidas para mais de 150 países (em 2009, cada uma das corridas recebeu um público superior a 90 mil pessoas e as transmissões, pela Versus, alcançaram no ano nada menos que 29,5 milhões de telespectadores).

Paralelamente à promoção institucional, dirigida ao grande público, empresários brasileiros do agronegócio, como cafeicultores, exportadores ou industriais, têm a oportunidade de estabelecer contato direto com tradicionais ou potenciais clientes, como donos de cafeterias, torrefadores ou supermercadistas, que podem ser convidados para assistir à prova (cada empresário arca com as suas despesas).

O Brasil é o maior país produtor e exportador de café do mundo e tem como maiores compradores Estados Unidos, Alemanha, Itália, Japão e Bélgica. Em 2009, os Estados Unidos compraram 322.540 toneladas de café em grão verde (US$ 722.286 milhões); 11.970 toneladas de café solúvel (US$ 66.618 milhões), e 2.726 toneladas de café em grão torrado ou torrado e moído (US$ 17.360 milhões).

As informações são da Abic, adaptadas pela Equipe CaféPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.