FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Síntese agropecuária BM&F 30/09/2006

CELSO VEGRO

EM 04/10/2006

0
0
O terceiro levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmou produção estimada em 41,6 milhões de sacas de 60kg para a safra 2006/2007, aumento de 2,4%, em comparação com levantamento de abril.

Aproximadamente 96% da safra já foi colhida. Segundo o relatório das consultorias, os produtores apresentam postura conservadora nas negociações da mercadoria pelo alto volume de financiamento disponível para colheita e armazenagem da nova safra. Dessa forma, estão à espera de melhores oportunidades de negócios para a comercialização mais intensa dos novos grãos.

O volume exportado em agosto foi de 2,7 milhões de sacas, acréscimo de 17,8% em relação a 2005 (2,3 milhões de sacas). De janeiro a agosto de 2006, já foram exportados 16,1 milhões de sacas, declínio de 7,9% sobre o total acumulado de janeiro a agosto de 2005, conforme o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafe).

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), o consumo de café no Brasil aumentou 2,7% de maio de 2005 a abril de 2006 em relação a igual período encerrado em abril de 2005.

No mercado físico, até 26 de setembro, a cotação média da saca de café arábica - bica corrida, tipo 6, na região da Alta Mogiana - acumula alta de 2,46%, cotado em R$240,80/saca, segundo o Cepea.

As cotações dos contratos futuros na BM&F (gráfico 1 e tabela 1) fecharam em 25 de setembro em US$125,60/saca para dezembro/06; US$130,70/saca para março/07; US$133,20/saca para maio/07; US$137,60/saca para setembro/07; e US$141,50/saca para dezembro/07.


Gráfico 1 - Evolução dos preços futuros do café arábica.


Fonte: BM&F

Tabela 1 - cotações dos contratos futuros de café arábica na BM&F

Na Nybot, as cotações fecharam em US$¢106,65/lb para dezembro/06; US$¢110,50/ lb para março/07; US$¢112,85/lb para maio/07; US$¢117,10/lb para setembro/07; e US$¢119,85/lb para dezembro/07. No gráfico 2, é mostrada a variação do diferencial de preços entre BM&F e NYBOT no período de 2004 a 2006.


Gráfico 2 - diferencial de preços entre BM&F e NYBOT (2004-2006)

O retorno diário dos preços do contrato futuro de café arábica para o vencimento dezembro/06, negociado na BM&F, situou-se entre o máximo de 2,64%, em 5 de setembro, e o mínimo de -3,35%, em 8 de setembro (gráfico 3). Nesse período, observou-se relativa estabilidade, devido às definições do clima que podem impactar a safra 2007/08.


Gráfico 3 - Retorno diário do contrato futuro de café arábica, vencimento dezembro/06.

Na Bolsa, o mercado futuro de café arábica negociou 57.363 contratos em agosto de 2006, alta de 64,7% em comparação com julho do mesmo ano (34.826). Até 25 de setembro, inclusive, foram transacionados 28.603 contratos, com média de 1.787 contratos por dia.

Destaca-se que, em 22 de setembro, o minicontrato futuro de café arábica na BM&F começou a ser negociado pela internet. A unidade de negociação é de 10 sacas de 60kg.

A presença de investidores não-residentes na posição comprada no mercado de café na BM&F apresentava, em 25 de setembro, participação de 37,41%, similar à posição vendida, de 34,24%.

No Departamento de Classificação da BM&F, foram certificadas 340.500 sacas de café até 25 de setembro, representando acréscimo de 122% em relação ao mesmo período do mês passado.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe CaféPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.