Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Análise de Folhas - Uma importante ferramenta no acompanhamento da Nutrição da Lavoura

Por Alysson Vilela Fagundes e Antônio Wander Rafael Garcia
postado em 11/02/2011

7 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A nutrição do cafeeiro com os principais macronutrientes (nitrogênio, fósforo e potássio) ocorre após uma programação criteriosa embasada em resultados apurados pela análise química do solo, estimativa da safra pendente e futura, sempre realizada após a visita do técnico aos talhões. A adição desses nutrientes ocorre de novembro a março, geralmente em três parcelamentos espaçados em aproximadamente 60 dias um do outro.

Para uma melhor avaliação e correção das doses estimadas, recomenda-se o uso de análises foliares periódica, sendo o período de janeiro a fevereiro após 30 dias do segundo parcelamento um bom período para ajustar os níveis nutricionais da última adubação que ocorre de 15 de fevereiro a 15 de março.

No mês de janeiro é chegada hora de realização de uma amostragem de folhas para verificação da nutrição da lavoura. O mais importante a ficar atento é a época e a forma de retirar essa amostra.

A época mais indicada para a retirada de uma amostra de folha é após o segundo parcelamento das adubações para que se possa fazer ajustes na terceira e última adubação de solo e nas adubações foliares seguintes. No entanto, essa amostragem pode ser feita em qualquer época do ano e quantas vezes forem necessário, basta que seja respeitado o prazo de trinta dias em relação a uma adubação de solo ou folia. No caso do uso de adubações foliares, alguns nutrientes pouco móveis ainda podem estar aderidos à sub superfície da folha por até 60 dias o que sugere uma interpretação mais criteriosa para o ajuste dos micronutrientes nas adubações foliares futuras.

Recomendações gerais na coleta da amostra:

- Coletar folhas sadias (sem pragas e doenças) e normais (sem lesões e deformações),

- As folhas devem estar isentas de sujeiras (poeira, barro, etc),

- Fazer a coleta de forma aleatória e casual. Não coletar folhas de plantas com deficiências isoladas ou que não representem a média visual da lavoura,

- Obedecer o padrão: retirando-se as folhas do terceiro ou quarto par no terço médio da planta,

- Utilizar o meio de transporte mais eficiente possível para que as folhas cheguem ao laboratório no menor tempo possível,

- Acompanhar passo a passo as informações a baixo com relação à coleta e preparo das amostras de folha.

Saiba mais sobre os autores desse conteúdo

Alysson Vilela Fagundes    Boa Esperança - Minas Gerais

Consultoria/extensão rural

Antônio Wander Rafael Garcia    Varginha - Minas Gerais

Produção de café

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Jose Miguel Azevedo Pirovani

Guaçuí - Espírito Santo - Consultoria/extensão rural
postado em 14/02/2011

Eu achei esse artigo muito bom porque eu ja trabalho na minha região com analises de folha e solo vejo que analise de folha e uma analise muito criterioza , eu falo o seguinte para os meus clientes que fazem analise de folha depois que vocês fizerem uma vez nunca mais deixa de fazer ,pois ela e muito mais detalhada que uma de solo .sabendo que você vai esta trabalhando numa forma correta fazendo analise de solo e de folha .
como fazemos a coletagem aqui . fazemos sempre uma mais ou menos em setembro a outubro e quando da tempo fazemos uma em janeiro ,pois nessa epoca de setembro a outubro fazendo uma pulverização para florada e em janeiro para enchimento de grãos sendo que aqui a seca esta maltratando as lavoura .

Eder Jufo

Guaçuí - Espírito Santo - Indústria de insumos para a produção
postado em 22/02/2011

A recomendação com base na análise de folha deve sempre levar em consideração a análise de solo, muita das vezes temos os nutrientes no solo mas não na planta isso ocorre devido as complexas relações entre os nutrientes no solo e na folha.

Lei da Interação: estabelece que cada fator de produção é tanto mais eficaz quando os outros estão mais perto do seu ótimo.
Esta influência pode ser positiva, sinérgica, como no caso de N x P; N x K; P x Ca; ou ao contrário ser negativa, antagônica, onde um fator ou elemento limita a ação de outro elemento: Al x P; Al x Ca; P x Zn; P x Fe; P x Cu; Ca x B; Zn x Fe.

Decio barb0sa freire

Belo Horizonte - Minas Gerais - Produção de café
postado em 24/05/2011

realmente muito util.parabens

Camillo Otavio de Paiva

Muzambinho - Minas Gerais - Produção de café
postado em 22/03/2012

Muito bom esse artigo, pois a análise de folhas nos mostra o que a planta absorveu das últimas adubações e quais os  nutrientes que  estão em falta ou em excesso. Podendo ser programada uma adubação de maior precisão.

bartolomeu borges

Espera Feliz - Minas Gerais - técnico agricola
postado em 09/05/2012

Análise de folha é uma das ferramentas mais presisas para quem gosta de tratar de suas lavouras corretamente, pois nela temos a certeza de qual nutriente a planta está precisando e qual ela já está em excesso. Estes resultados também dependem muito da época em que coleta estas folhas, exemplo: antes da primeira florada a planta está totalmente desabilitada pois acabou de extrair seus nutrientes para os grãos, sendo asim o correto é fazer a análise de folhas em novembro.

thiago muller

Chalé - Minas Gerais - Produção de leite
postado em 01/10/2013

o analise deve ser feito em qual época? já que acabei de fazer uma pulverização, e uma cobertura com organomineral!

Camillo Otavio de Paiva

Muzambinho - Minas Gerais - Produção de café
postado em 02/10/2013

À época certa de realizar uma analise de folha. é logo após as duas primeiras adubações de organomineral, ou seja, a época certa para realizar a´analise de folha é no mês de dezembro, e  é importante também saber que só deve realizar a analise de folha 30 dias após a alguma aplicação de adubo ou alguma pulverização .

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade