Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Clima > Pergunte ao Meteorologista

Quais são as ocorrências climáticas necessárias para haver formação de geadas?

postado em 25/05/2007

Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A dúvida sobre formação de geadas, do cafeicultor Maury Faleiros de Franca, SP, é respondida por Celso Oliveira, meteorologista da SOMAR.

Maury Faleiros, Franca, SP: Quais são as ocorrências climáticas necessárias para haver formação de geadas?

Celso Oliveira: Para existir geada, sem dúvida alguma é necessária a chegada de uma massa de ar de origem polar à região.

E nem precisa ser um sistema intenso, como muitos pensam. Pressões mais baixas, em torno dos 1025hPa já podem provocar grandes estragos.

A própria geada em 2000 no café do Paraná não tinha uma pressão muito elevada. O que mais interessa, neste caso, é o posicionamento da área de alta pressão (massa de ar frio).

Quanto mais próxima de uma região, maior é o risco de temperaturas muito baixas e formação de geadas.

Umidade relativa do ar baixa e ventos calmos durante a madrugada também ajudam na formação de geadas. Em alguns casos, quando a temperatura cai muito, a valores negativos, mesmo em madrugadas de muito vento, observa-se a formação de geadas nas partes da planta que ficaram expostas ao vento.

Por último, é importante que os ventos em níveis mais elevados estejam favorecendo a migração da massa de ar frio. Tratam-se dos ventos da corrente de jato ou jet stream.

Estes ventos são os grandes responsáveis pelo avanço dos sistemas frontais e massas de ar de origem polar. Se estes ventos estiverem em uma direção oeste-leste ou noroeste-sudeste, a massa de ar frio não avança e não há formação de geadas.

Entretanto, se a direção estiver de sudoeste-nordeste, o avanço do frio é facilitado. Estávamos observando até a semana passada temperaturas muito baixas, uma massa de ar fria próxima das áreas de café, umidade relativa do ar muito baixa e pouco vento para a madrugada do dia 25 de maio.

Entretanto, a corrente de jato era o único fator que não favorecia a formação de geadas amplas na região. Nas previsões de segunda-feira (21), a situação permanecia inalterada.

Você tem alguma dúvida sobre previsão de tempo e clima para café?

Clique aqui para fazer sua consulta!

 

Você tem alguma dúvida sobre previsão de tempo e clima para café?
Clique aqui para fazer sua consulta!

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade