Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Mitsubishi compra 20% da brasileira Ipanema Coffees

postado em 03/04/2012

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A corporação japonesa Mitsubishi anunciou nesta terça-feira, 3, que adquiriu 20% do capital da plantação da brasileira Ipanema Coffees, localizada 300 km ao norte da cidade de São Paulo, para assegurar a estabilidade da provisão de café no país asiático.

Em comunicado, a Mitsubishi Corporation, que não detalhou o montante envolvido na operação, assinalou que a Ipanema Coffees tem um terreno de 60 km², com uma produção anual de até 9,2 mil toneladas, equivalente a cerca de 1 bilhão de xícaras de café.

O grupo japonês destacou o "moderno sistema de gestão" da plantação, além de seus grãos especiais, o modelo de respeito ao meio ambiente e a responsabilidade corporativa.

Segundo a Mitsubishi Corporation, que se dedica a atividades em várias indústrias, desde energia a maquinaria e alimentação, a demanda do café produzido pela Ipanema cresceu a um ritmo próximo de 10% ao ano em países desenvolvidos como Estados Unidos, Japão e as nações da zona do euro. Atualmente, a Mitsubishi já adquire até 3 mil toneladas de grãos de café da Ipanema Coffees por ano.

O grupo japonês ressaltou que seguirá buscando oportunidades de negócio no Brasil, um país que considera de importância "estratégica" no marco de seu plano de gestão a médio prazo.

Fundada em 1969, a Ipanema Coffees conta com cerca de 1.600 empregados e registrou em 2011 vendas de mais de R$ 114 milhões.

As informações são da Agência EFE, adaptadas pela Equipe CaféPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Marcos

Vila Velha - Espírito Santo - Produção de café
postado em 03/04/2012

Se essa onda pega a cafeicultura Brasileira vai ser sitiada pelos paises considerados ricos, digo, sem corrupção! Enquanto isso o pobre do cafeicultor espalhado por aí, que colhe café com jararaca e cascavel num sol a pico, fica sem mercado para vender seus cafés.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade